Deixa a raiva secar

jogo-de-cha

imagem retirada da internet

Boa noite a todos.

Hoje estamos começando mais uma semana, mais uma chance de fazer tudo direito.

Nessa onda de recomeçar, como é toda semana, hoje eu trouxe um texto para refletirmos sobre nossos sentimentos, espero que gostem…

Paula ficou muito feliz ao ganhar um presente de sua tia, era um lindo kit de chá que queria há tempos. No dia seguinte convidou sua amiga para brincar, mas no meio da brincadeira sua mãe precisou sair e teria que levá-la. Sua amiga, Lara pediu que emprestasse o joguinho para ela ficar brincando enquanto Paula não voltasse, brincaria sozinha mesmo.

Paula não queria emprestar, afinal tinha acabado de ganhar e nem tinha tido tempo de brincar direito, mas como Lara era sua amiga resolveu emprestar.

Ao voltar do passeio, Paula ficou horrorizada ao ver seu joguinho de chá todo espalhado no chão, xícaras quebradas, bandejinha arranhada, colheres jogadas, bule sem tampa, nossa, ficou muito triste…

-Olha só mamãe, veja o que a Lara fez. Pediu meu brinquedo emprestado e deixou tudo jogado e ainda estragou tudo. Disse Paula em prantos.

Naquele mesmo momento Paula queria ir até a casa de Lara tirar satisfações, por que ela estragou seu brinquedo? Isso era um absurdo. A mãe de Paula com muita calma e muito carinho lembrou de um caso que havia acontecido com ela uns dias atrás:

– Filha, lembra daquele dia que saímos e você estava com seu vestido branco favorito e um carro jogou lama e te sujou?

-Sim, me lembro, por quê?

-Quando chegamos em casa você quis correr para lavar e a vovó não deixou. Lembra? Ela disse que era pra deixar a lama secar, depois de seca, seria mais fácil tirar tudo sem manchar. Então, com a raiva é a mesma coisa. Deixe a raiva secar, depois será mais fácil resolver isso.

Paula não concordou muito, mas decidiu fazer o que a mãe mandou, tentou se acalmar e foi fazer outra coisa.

Algum tempo depois, a campainha tocou, era sua amiga  com um presente nas mãos. Antes mesmo de Paula falar alguma coisa, Lara começou a se explicar:

-Amiga, sabe aquele garoto mau lá da outra rua? Ele queria brincar comigo, mas eu não deixei, aí ele ficou bravo e destruiu seu joguinho todo. Eu contei pra minha mãe e fomos comprar outro igualzinho pra você, espero que não fique com raiva de mim, me perdoe, mas não foi minha culpa.

-Sem problemas, minha raiva já secou.

Paula deu um abraço na amiga e foi contar a história do vestido branco…

Ouvi essa história quando tinha 10 anos, mas nos ensina um valor imenso pra a vida adulta. Fazer as coisas na hora da raiva pode piorar muito o que já está ruim.

As vezes brigamos com o nosso próximo sem ao menos ouvir a versão dele, acusamos pessoas sem saber o que realmente aconteceu e com a cabeça quente, destruímos amizades, família, casamento e empregos.

Essa semana e pra vida, aprenda a deixar a raiva secar, será muito mais fácil resolver as coisas.

Espero que tenham gostado, um beijão e até amanhã.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s